Galeria de marcadores

"Pele escura dá azar": primeiro modelo negro da Coreia do Sul sofre racismo.


Han Hyun-Min, de 16 anos, é filho de um pai nigeriano e lida com frases absurdas o tempo todo: "Pele escura dá azar". Nem tudo são flores no país do K-Pop  😠



Han Hyun-Min, de 16 anos, fez sucesso nas passarelas sul-coreanas, com seu corpo magro e pernas longas, mas seu agente sabia que as coisas seriam difíceis para o 
garoto por um motivo: ele é metade negro

Han é filho de um pai nigeriano, e isso não cai bem em um país tão etnicamente homogêneo

“Um modelo de pele escura como Han é novidade aqui na Coreia, então recrutá-lo foi uma grande aposta”, diz o agente Youn Bum

Agora, Han posa para as principais revistas de moda como o primeiro modelo negro do país

Por anos, a Coreia do Sul cultiva a imagem de um país moderno, sofisticado e tecnológico, cuja cultura faz ondas muito além da Ásia

Grupos de K-Pop possuem identidades enraizadas na globalização, com rappers coreanos (G-Dragon, Jay Park e DEAN) adotando muitos elementos estéticos de outros países

Mas por trás dos astros internacionais e da fachada de potência econômica e cultural, há uma raiz de racismo — e mesmo com uma população imigrante crescente, ela soma apenas 4% do país

A maioria dos estrangeiros no país são da China e do Sudeste da Ásia, geralmente trabalhadores imigrantes ou mulheres que se casam com homens sul-coreanos incapazes de encontrar esposas

A discriminação contra esses estrangeiros é muito comum

Eles costumam ser zombados em transporte público por serem “sujos” ou “fedidos”

Alguns restaurantes e banhos públicos também negam serviço a imigrantes

Uma pesquisa feita em 2015 mostrou que 25% dos coreanos não querem um estrangeiro como vizinho

Para se ter uma ideia, essa porcentagem é de 10,5% na China e 5,6% nos EUA

Crianças de raças mistas sofrem bullying na escola, e são chamadas de “tuigi”, um termo muito negativo usado para animais de raças mistas

Muitos reclamam da dificuldade em socializar, das poucas oportunidades de emprego e nos desafios de encontrar um parceiro

Han não é exceção

“Quando eu brincava com outras crianças na escola, as mães tiravam elas de perto de mim e diziam coisas como: "não brinque com uma criança daquelas"

Muitas pessoas encaravam o garoto em público

Ele lembra de uma vez que uma idosa que ele nem conhecia perguntou: “O que você está fazendo no país de outra pessoa? “

Han diz ter encontrado sua fuga desse medo como modelo, postando fotos online

Youn Bum, seu agente, descobriu o garoto quando ele tinha apenas 14 anos

Han agora espera ser um exemplo para crianças multirraciais

Mas a jornada dele não acabou aí: Youn e Han ouviram um “não” de vários designers e editores de revistas, que disseram que a pele escura de Han daria azar

“Eles diziam que não queriam modelos de pele escura”, diz Han

“Eles diziam que, para eles, modelos de outro país precisam ser brancos com olhos azuis e cabelo loiro”

Mas alguns designers gostaram do look de Han, e ele logo fez sucesso, participando de duas Seoul Fashion Weeks depois de sua estreia

Alguns analistas dizem que o nacionalismo étnico da Coreia do Sul é fruto das múltiplas invasões da China e do Japão

De acordo com Choi Hang-Sub, professor de Sociologia na Universidade Kookmin, em Seoul, “a cultura competitiva do país idolatra aqueles com dinheiro e poder, e despreza aqueles sem”

“A regra também se aplica a estrangeiros”, diz Choi

“Pessoas brancas de países bem desenvolvidos são bem-vindas de braços abertos, e aqueles percebidos como vindos de países mais pobres são discriminados”

Já a Coreia do Norte, apesar de ser um país extremamente fechado e restritivo, com múltiplas denúncias de violação de direitos humanos, tem até um evento comunitário feito por estrangeiros (!)

O evento é realizado próximo às embaixadas na capital, Pyongyang

Além disso, apesar de não terem celebridades muito diversas na TV, os norte-coreanos têm um líder que aprecia multiculturalidade, visto que ele é fã do jogador da NBA Dennis Rodman. Isso sem contar que ele adorava Michael Jordan

O líder supremo do país também gastou milhões em videogames. Essa é uma das vantagens de morar perto da China

Talvez porque Kim Jong-Un passou sua adolescência na Suíça, estudando com outras pessoas de mente aberta

Ainda assim, a Coreia do Norte pode não ser o melhor roteiro de viagem para as pessoas

Mas voltando a Han, o garoto recebeu múltiplos elogios e mensagens de apoio de fãs do mundo todo

Não é qualquer modelo que participa de duas Seoul Fashion Weeks logo após estrear

Han já até tem uma popularidade internacional, e é algo inevitável no mundo da moda

"Eu quero viajar para outros países, claro", diz ele

"Mas eu quero viajar e voltar para a Coreia"

"Esse é meu lar. Eu vivo aqui"

FONTE: Portal 7/Hora 7 - 12/07/2017
................. Gata de Rodas ..................

Fique por dentro das notícias com o Blog Gata de Rodas
Bora lá seguir e se cadastrar: Gata de Rodas     
E receba matérias exclusivas. Beijos 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo